#19 – A Psicologia do Medo

19_A_Psicologia_do_Medo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Monstros, demônios, pessoas, perdas, escuro; será que você realmente sabe qual a fonte dos seus medos?

O cast de hoje surgiu para te dar as respostas.

Muito bem-vindo amigo Psicolouco, neste cast a nossa equipe Rafael Cerqueira, Willian de Andrade, Angela Meire, Edvan Araújo e Thiago Pereira,  desceram ao submundo da mente em busca de respostas, para a questão mais explorada pela mídia, governos e modelagens: O Medo.

Em baixo da cama, atrás de você, no escuro do quarto; será que nos lugares onde você não vê existe algum mal inexplicável? Os dias de pesadelo podem ser mais complexos que as assombrações dos filmes de terror.

Aprenda hoje como sua história de vida contribuiu para os medos mais horripilantes, que insistem em te perseguir.

Segure à mão de alguém, vamos todos suar frio. Embarque nesta antiga mansão psicodélica.

Hoje  abriremos os porões e destrancaremos nossos velhos baús. O mal que mora ali dentro não poderá mais nos assombrar.

Document-page-001

 

 

 

 

Para baixar este cast clique em download

button-download

Rafael Cerqueira

view all posts

Escritor de meia tigela, editor e idealizador do Piscocast, universitário nerd, amante da psicologia e apaixonado por conhecimento.

3 Comments

Join the Conversation →

  1. Muito bom, parabéns a todos.

    Thiago, acredito que sua retoria está extremamente formal e acaba destoando dos demais que seguem num dialogo mais informal.

    No mais ótimo tema bem fluido.

    Adriano Santos / Responder
    • Estou ciente de minhas “particularidades verbais”, e no contexto informal já fui apontado diversas vezes por conta disso. Não faço por querer… mas é assim que sou. Revelo que, no cotidiano tenho de me esforçar para soar mais informal rs…

      Admito que acabo “falhando” na premissa de “conversação despretensiosa”, justo por não ser como os demais. Mesmo assim, em mim não há arrependimentos ou desvalorização pela pessoa a qual me tornei.

      Fico feliz que tenha gostado também do conteúdo elaborado, uma das minhas justificativas é a de dessensibilizar os ouvintes, já fazendo uso dos termos que são aplicados no meio científico. Portanto, desculpe se eu não lhe digo algo como “tentarei mudar isso”, caso contrário estaria abdicando de uma parte de mim mesmo.
      Acredito que, algum dia, eu possa encontrar o um nicho onde, tal característica seja naturalmente aplicável.

      Agradeço sr. Adriano pela crítica aqui prestada.

      Thiago Kz / Responder (in reply to Adriano Santos)
  2. […] #19 – A Psicologia do Medo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *