Impeachment, Golpe, Legalidade, Amizades e Saúde Mental

PsicoDica#22

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 31 de agosto de 2016 sai o já esperado veredito do senado: por maioria de votos, a Ex- presidente Dilma se afasta de seu cargo definitivamente, deixando em seu lugar Michel Temer.

Como aqui é um blog de psicologia não vou entrar nos pormenores do processo judicial muito menos defender algum ponto político ou partido.

Quero hoje, levantar uma reflexão de como nossa energia mental é gasta com este assunto e os reflexos disso em nossa saúde.

Seja você amante de Freud ou Jung, falando de libido ou energia psíquica, é bem fácil perceber nas redes sociais, o quanto gastamos essa nossa força mental em posts e discussões acaloradas nas quais defendemos partidos, visões, fatos e relatos.

Nada contra a quem faz isso e porquê o faz, mas devemos ter em mente o quanto essa força desperdiçada na política é roubada de outras atividades nossas.

Reforço aqui a importância da participação da população nos processos políticos do país. O conhecimento do povo e seu  esclarecimento, levam a sociedade sempre mais além.

Entretanto, por diversas vezes as expressões políticas dentro dos bares, twitter e locais de trabalho, se tornam uma competição de quem esta certo e errado, e o objetivo final, deixa de ser um Estado bom para todos.

Torna-se então uma disputa de ideologias.

Além de causar um mal estar, algumas amizades são abaladas por causa de tais convicções sociais. E pode acreditar meu amigo: seus relacionamentos interpessoais são muito mais importantes que uma ideologia.

Ser humano, incrível ser social, que tem seu comportamento controlado e mantido por suas relações e interações, máquina divina. Tudo isso para ser destruído por discussões sobre se é golpe ou não.

Outro ponto que deixa essas discussões cada vez mais desagradáveis para ambos os lados, é a falta de embasamento histórico e científico nas quais os argumentos defendidos por ambos os lados são baseados no feed do facebook. Isso quando seus argumentos não são baseados apenas em títulos de postagens. Mas isso é assunto para outro dia.

Aqui vai a dica: promova reflexão, compartilhe conhecimento, defenda o que acredita. Isso é saudável. Fanatismo, ataques a figuras públicas…bem….isso é complicado, e não sei se leva alguém a algum lugar realmente útil.

 

Rafael Cerqueira

view all posts

Escritor de meia tigela, editor e idealizador do Piscocast, universitário nerd, amante da psicologia e apaixonado por conhecimento.

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *